11PARANOIAS “Reliquary For A Dreamed Of World” [Nota: 8/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

11PARANOIAS “Reliquary For A Dreamed Of World” [Nota: 8/10]

11paranoias-cover-2000px-darkEditora: Ritual Productions
Data de lançamento: 11 Novembro 2016
Género: sludge/doom metal

Uma viagem só de ida para lá, para o vazio, para um nada só nosso, é o que este álbum dos ingleses 11PARANOIAS nos proporciona. A banda de sludge/doom metal formou-se em 2011 e hoje podemos dizer que é bem mais do que isso. Conseguem destacar-se sobretudo pelo forte psicadelismo que encontramos associado a este registo e se pensarmos que este projecto conta com elementos de Ramesses, Satan’s Wrath e Bong, não é difícil perceber o meio caminho que o doom encontrou entre o sludge e o rock psicadélico.

Mesmo depois de ver a capa deste relicário é possível encontrar no som deste trio alguns elementos surpresa, sobretudo para quem conhece os seus primeiros trabalhos. A verdade é que este é o seu quarto álbum, e já no anterior “Stealing Fire From Heaven” encontrávamos um som de certa forma menos pesado e doomesco quando comparado com os primeiros trabalhos.

Perdemo-nos nestes 58 minutos de doce tortura, claramente inspirada nos anos 70 mas nunca desleixando o seu lado mais negro e decadente, tão próprio dos sludgy riffs com que nos vamos cruzando. A voz forte, e quase paranóica, de Adam Richardson profetiza um conturbado percurso neste labirinto de samples, sussurros, ondas e vibrações criadas pela cumplicidade da guitarra e do baixo. Deixa-nos a pensar que deve ser particularmente interessante vê-los ao vivo.

A forte distorção é bem capaz de provocar qualquer criatura dantesca, que aparecerá de um denso fumo colorido e que se aproxima cada vez mais se fecharmos os olhos, sobretudo em faixas como “Destroying Eyes” ou “Meditation In The Void”. “Avaullunius” e “Phantom Pyramid” deixam-nos suspensos numa cadência mais lenta, acompanhada por uma bateria quase taciturna, como quem nos prepara para os riffs mais animalescos de Mike Vest.

Um álbum obrigatório para todos os apreciadores de doom, sludge, stoner e/ou rock psicadélico que por aqui andam. Ocupam um nicho muito próprio e a cada trabalho da banda fica mais claro, não só o contributo que dão aos subgéneros supramencionados, mas também o rumo que pretendem tomar.

8/10
Topo