Reviews avulso: Ande | Haxxan | DDENT | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Reviews avulso: Ande | Haxxan | DDENT

middle_20170116150117587ce03d44bcfande-2017hetgebeente500x500Ande “Het Gebeente” [Nota: 5/10]
Editora: independente
Data de lançamento: 07 Fevereiro 2017
Género: black metal

Rotulado como black metal atmosférico, o projecto belga Ande não é 100% correcto quanto à sua categorização – quiçá até uma afronta, para não dizer um insulto, a quem faz essa vertente do subgénero. A distorção das guitarras pouco robusta para se considerar atmosférica está mais perto do black metal directo e, por vezes, até ortodoxo com uma ou outra abordagem apunkalhada. À voz abafada e berrada do artista juntam-se riffs deslavados que teimam em soar ao mesmo a cada faixa que passa. A promoção refere que “Het Gebeente” é a maneira pessoal deste belga honrar o black metal por aquilo que foi, é e será – pois bem, ouvidos estes 37 minutos, o segundo disco de Ande não passará então apenas de uma boa intenção.

 

-/-

haxxan_-_cover_mainHaxxan “Loch Ness Rising” [Nota: 6/10]
Editora: Hells Headbangers Records
Data de lançamento: 17 Fevereiro 2017
Género: black metal

Apresentados quase como uns discípulos de Aleister Crowley (uma personagem que parece continuar a influenciar várias bandas de metal), os norte-americanos Haxxan lançam o primeiro álbum “Loch Ness Rising” com base conceptual no famoso ocultista. Por aqui temos um black metal roqueiro em mid-tempo e com bastante groove, algo que não é muito habitual por estas andanças. Com riffs pesados q.b. (a distorção usada não ajuda a que exista mais peso daquele que é sentido) e uma voz de tortura, “Loch Ness Rising” tem um ou outro apontamento melódico (um departamento que podia ser mais explorado) e não é muito mais do que as tais guitarradas rockadas com semelhanças à fase média de Satyricon.

 

-/-

zz6t_DDENTartwork2017--1DDENT “آكتئاب” [Nota: 7/10]
Editora: independente
Data de lançamento: 13 Fevereiro 2017
Género: post-rock / shoegaze

Em poucos anos, os franceses DDENT formaram-se, lançaram um EP em 2014, entraram em hiato e editam agora o primeiro longa-duração de nome “آكتئاب” (ektiheb segundo a banda, akitiaab segundo o Google, que significa depressão). Repleto de fortes paredes de som, este grupo de Paris explora um post-rock pesado e robusto unido a algum experimentalismo e uma dose de industrial que melhor ecoa se lhe adicionarmos umas colheradas generosas de shoegaze. É um álbum interessante e não é excessivamente complexo, mas no entanto estes DDENT não são para ser ouvidos levemente; antes pelo contrário, este disco merece toda a atenção para que seja bem e melhor compreendido quando ao seu encerramento chegarmos.

Topo