Apathy Noir “Across Dark Waters” [Nota: 7.5/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Apathy Noir “Across Dark Waters” [Nota: 7.5/10]

Across Dark Waters cover artworkEditora: Artnoir Productions
Data de lançamento: 12 Fevereiro 2016
Género: death/doom metal

Conhecidos por Apathy entre 2003 e 2016, o duo sueco acabou mesmo por ter de mudar o nome para Apathy Noir devido a questões legais. Com nova imagética, Viktor Jonas e o regressado Mattias Wetterhall estão de volta com o terceiro álbum “Across Dark Waters” que conta a história do chefe de um aldeia pisqueira que é atraído para os mares através de sirenes sedutoras.

“Across Dark Waters” rege-se por uma musicalidade espessa quase atmosférica que se mistura com a condenação própria do doom através de combinações dissonantes e inquietantes. Por outro lado, a ala melódica está bem presente ao longo de todo o disco através das guitarras lead que choram, guincham e enlouquecem de tristeza. Pelo meio ainda encontramos alguns instrumentos de cordas e pianos que aquecem a desolação marítima da história aqui contada pelos Apathy Noir. Quanto ao departamento vocal, os guturais death metal são claramente os mais adequados e interessantes, uma vez que a tentativa de usar vozes mais limpas e próximas do operático não funcionam muito bem.

“Across Dark Waters” é um álbum que requer ouvir-se com a devida atenção, porque as faixas longas – como é apanágio da banda – têm um caminhar progressivo bem patente na medida em que as estruturas se transformam parecendo até que há temas dentro de temas.

Dizer ainda que Apathy Noir é indicado para fãs de Opeth pré-“Heritage” e até para seguidores de Ahab, não pela temática conceptual (que aqui está próxima) e não pela lentidão quase inexistente, mas pelas emoções melódicas que as guitarras respiram.

7.5/10
Topo