Banda do Dia: Recreated | Ultraje – Metal & Rock Online
Banda do Dia

Banda do Dia: Recreated

upload
BANDA:
Recreated
PAÍS: Suécia
ESTILO: melodic death metal
PARA FÃS DE: At The Gates, Amon Amarth
LINKS: Facebook | Bandcamp

Sobre o lançamento mais recente: «Devido a alterações no lineup da banda, não lançámos nenhum álbum durante alguns anos. No entanto, continuámos a criar música durante esse tempo, para que tudo estivesse preparado assim que encontrássemos os músicos certos. O conceito do EP “Beware Of The Dead”, cujo nome é já de si aparente, é a ressurreição da banda. “Se achas que estávamos acabados, então é melhor teres cuidado com os mortos” é a última frase da faixa “Beware Of The Dead”, dizendo assim às pessoas que achavam que a banda tinha terminado que ainda há muito por vir.»

Ambições: «Na nossa música, esforçámo-nos sempre para conseguir uma combinação de melodia e agressividade. Neste EP, conseguimos criar uma variedade de músicas melódicas e agressivas. Músicas rápidas como “As Vikings Shall We Go” e “Surpassing All Other Kings”, assim como temas mais lentos e pesados, tais como “Beware Of The Dead” e “The Darkness Within”.»

Influências/Referências: «A nossa base de operações é em Gotemburgo, o que significa que as pessoas vão poder ouvir o som de Gotemburgo ao ouvir as nossas músicas. A música é fortemente influenciada por outras bandas de death metal melódico sueco, como os At The Gates e Amon Amarth, mas também por outras bandas como os The Black Dahlia Murder e os Behemoth.»

Futuro: «Vamos para os Crehate Studios novamente para gravar um par de temas novos, para serem lançados no final deste ano. As músicas serão usadas como forma de promover a banda e mostrar aos agentes de booking, espaços e editoras que há uma nova banda sueca de death metal melódico em ascensão. Queremos tocar fora do país novamente, para termos a oportunidade de levar a nossa música a todos os nossos fãs, pois a resposta ao nosso último lançamento foi incrível. Quão longe queremos levar isto? Bem, há um ditado sueco que diz “Köra ända in i kaklet!”, algo que sumariza perfeitamente as nossas intenções.»

Topo