Drudkh / Paysage d’Hiver “Somewhere Sadness Wanders / Schnee (IV)” [Nota: 8.5/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Drudkh / Paysage d’Hiver “Somewhere Sadness Wanders / Schnee (IV)” [Nota: 8.5/10]

SUA082LP-Drudkh-1500x1500px-300dpi-RGBEditora: Season Of Mist
Data de lançamento: 25 Agosto 2017
Género: black metal atmosférico

Roman Sayenko é uma abelha extremamente trabalhadora e aplicada. Depois do split com Grift (2016) e do álbum de Windswept (2017, que compôs e gravou em três dias), o ucraniano e seus companheiros regressam aos lançamentos com Drudkh através de mais um split, desta vez com o projecto de culto Paysage d’Hiver.

Como no split anterior, Roman Sayenko volta a inspirar-se em poetas ucranianos perseguidos pela União Soviética, sendo que “All Shades Of Silence” deriva dos escritos de Yevhen Pluzhnyk (1898-1936, morto num gulag) e “The Night Walks Towards Her Throne” contém letra original de Maik Yohansen (1895-1937, fuzilado). Tudo o resto é autenticamente Drudkh: velocidade aliada a guitarras ásperas que se transformam em melodias épicas e espírito folclórico. O músico acaba ainda por inserir uma longa passagem ambient em “All Shades Of Silence” que quebra o ritmo, mas que dá estrutura, fazendo com que se pareçam duas faixas distintas. Se por um lado estamos habituados à imagem de marca sonora de Drudkh, por outro os ucranianos dão assim um pequeno ar de experimentalismo. Em contrapartida parece que se estão a render à loudness war, um tipo de produção que se tem tornado moda mas que começa a ter muitos adversários no seio do público.

No outro lado do LP surge então Paysage d’Hiver (com Wintherr, dos Darkspace) que estava em silêncio desde o estupendo “Das Tor”, de 2013. Com uma faixa de quase 20 minutos, o suíço tem também uma trademark muito vincada com o seu black metal atmosférico gélido (os sons da natureza são sempre uma ferramenta nesse aspecto) que nos envolve em paisagens florestais feitas duma densidade sem igual. A faixa que dá pelo nome de “Schnee (IV)” é assustadora, épica nalguns lances, melancólica noutros e estranhamente sedutora.

Resumindo e concluindo, este é mais um split limitado que, por certo, não deverá fugir às mãos e aos ouvidos dos coleccionadores e fãs devotos das duas bandas.

8.5/10
Topo