#ChooseUltraje

Features

Quatro álbuns lançados a 8 de Setembro que já podes comprar!

Diogo Ferreira

Publicado há

-

rsz_dsc_2744

Grift “Arvet” (Nordvis Produktion)

«Depois de “Syner” (2015) e do split com Drudkh (2016), chegamos a “Arvet”, que significando herança, é composto por seis faixas que nos falam daquilo que herdamos social, biológico e religiosamente, sempre com um sentimento melancólico e nostálgico adjacente. (…) Caminhando pelas mesmas florestas e experienciando os mesmos sonhos de 2015, “Arvet” é o perfeito fio condutor que se iniciou em “Syner” e que agora continua. Melhor ainda: Grift está muito mais interessante e profundo do que nunca.» DF

Review completa | Entrevista | Shop

 

Comeback Kid “Outsider” (Nuclear Blast)

Mesmo com uma produção moderna e polida, sente-se bem a pujança dum concerto e só dá vontade de começar ao pontapé ou, em caso de seres uma pessoa mais calma, efectuar um air-drumming passivo-agressivo. (…) Os canadianos não se querem envolver em rótulos definitivos, não querem estar limitados e preferem trabalhar segundo os seus termos. Isto é hardcore sim, mas o título “Outsider” assenta como uma luva certinha.» DF

Review completa | Entrevista | Shop

 

Threshold “Legends Of The Shires” (Nuclear Blast)

«Apesar de toda a qualidade da parte instrumental, o regresso de Glynn Morgan ao domínio do microfone, lugar que ocupara no álbum “Psychedelicatessen”, de 1994, em detrimento de Damian Wilson, empurrou a melodia dos temas para campos ainda mais “popescos”, com um pendor muito mais comercial e mais associado a clichés. Esta mudança acaba por minar, de alguma forma, este trabalho, tornando-o num retrocesso em relação ao anterior, “For The journey”, de 2014. É provável que esta mudança tenha bons resultados a nível comercial, mas, no que se refere ao mundo do metal progressivo, é algo que se pode considerar verdadeiramente “regressivo”.» PF

Review completa | Shop

 

Arch Enemy “Will To Power” (Century Media Records)

«Há os bordões conhecidos em AE com aquelas duas típicas faixas que resultarão como singles: “The World Is Yours” e “The Eagle Flies Alone” mostram a faceta anárquica de Amott com letras que desejam destronar o sistema e aqueles refrãos tão melódicos que chegam a soar baratuchos, mas que, na verdade, ficam no ouvido (afinal um single também é para isso). É assim: estamos em 2017 e “Will To Power” é só e apenas mais um álbum de AE.» DF

Review completa no #12 da Ultraje | Shop

Features

Nuno Bettencourt, Tom Morello e Scott Ian tocam tema de Game Of Thrones

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Consagrada como uma das séries mais populares de sempre, Game Of Thrones, que terminou na última madrugada, teve a capacidade de exultar nos seus fiéis seguidores todas as emoções desde o seu início com o genérico criado por Ramin Djawadi.

No clip abaixo, Djawadi é acompanhado por Dan Weiss (criador da série), Tom Morello (Rage Against The Machine), Scott Ian (Anthrax), Nuno Bettencourt (Extreme) e Brad Paisley numa jam session com as novas guitarras Fender em que tocam precisamente o tema principal de Game Of Thrones com muito free-style solista pelo meio.

Continuar a ler

Features

Sabaton History Channel, ep. 15: o Barão Vermelho

Diogo Ferreira

Publicado há

-

No novo episódio do Sabaton History Channel, Joakim Brodén e Indy Neidell escolhem falar do tema “The Red Baron” que pertence ao próximo álbum “The Great War”, a ser lançado a 19 de Julho pela Nuclear Blast.

O Barão Vermelho é um do ícones heróicos da I Guerra Mundial que, simultaneamente, engloba a mecanização e a romantização da guerra moderna com as suas habilidades e heroísmo. Manfred von Richthofen é o nome verdadeiro do piloto que é, então, recordado em mais um episódio do Sabaton History Channel.

Mais episódios AQUI.

Continuar a ler

Features

Jinjer ao vivo no Resurrection 2018 (c/ vídeo)

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Foto: Veronika Gusieva

Abaixo podes assistir à prestação dos Jinjer no Resurrection de 2018. Recentemente disponibilizado pelo próprio festival, este vídeo servirá para aguçar a vontade que os fãs desta banda têm para os ver no Vagos Metal Fest deste ano. Nos quase 40 minutos de concerto, os Jinjer executaram temas como “Words Of Wisdom”, “I Speak Astronomy”, “Pisces” ou “Captain Clock”.

O EP “Micro”, lançado em Janeiro de 2019 pela Napalm Records, é o registo mais recente dos ucranianos que, como referido, actuarão no Vagos Metal Fest, evento que se realiza entre 8 e 11 de Agosto. Stratovarius, Six Feet Under, Satyricon, Candlemass, Death Angel, Watain e Alestorm são alguns dos nomes do cartaz.

Continuar a ler

Facebook

#UltrajeRadar

Ultraje #21