Párodos “Catharsis” [Nota: 7.5/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Párodos “Catharsis” [Nota: 7.5/10]

parodos_frontcover640Editora: Inverse Records
Data de lançamento: 27 Outubro 2017
Género: dark progressive metal

Do nada, até porque se trata do primeiro álbum, os italianos Párodos podem muito bem vir a ser uma das novas coqueluches do prog metal contemporâneo europeu ao lado de bandas como os franceses Dead Season. Claro que é um elogio inicial directo e claro que já ouvimos este “Catharsis” mais do que uma vez, mas a crença de que os Párodos podem vingar vem de dentro, do seu meio italiano, até porque à medida que o disco se desenrola encontramos convidados de peso como Marco Mastrobuono (Hour Of Penance) que produz e toca baixo fretless em três faixas, Massimiliano Pagliuso (Novembre) que oferece um solo de guitarra em “Black Cross” e ainda Francesco Ferrini (Fleshgod Apocalypse) que compôs e arranjou ao piano a faixa “Staisma”.

Até aqui tudo bem e parece tudo rolar sobre rodas, mas estamos sempre à espera de um ‘mas’, não é? Na verdade, e ainda que não seja o álbum mais perfeito do mundo ou a cena mais inovadora em anos, não há ‘mas’ significativos a apontar. “Catharsis” é um disco muito bem composto com melodias de guitarra orelhudas e tocantes por parte de Francesco Del Vecchio, cada verso cantado ou berrado por Marco Alfieri carrega uma emoção muito própria no decorrer desta tragédia musical e Giovanni Costabile entende a exigência que é dar apoio de fundo com as suas teclas aos temas já por si densos. A pouca dissonância que há dança elegantemente com a maioritária melodia, a distorção das guitarras pode ser trocada pela suavidade do piano e o metal pode ser substituído pelas influências jazz da bateria e do baixo, pois Párodos é mesmo isto: baralhar e dar por ordem para que no jogo da exploração e da experimentação tudo possa fazer sentido ao nosso ouvido e à nossa mente.

7.5/10
Topo