#ChooseUltraje

Features

[Reportagem] Gaerea + Redemptus + Beastanger (22.06.2018 – Porto)

João Correia

Publicado há

-

Foto: João Correia

-/-

Gaerea + Redemptus + Beastanger
22.06.2018 – Porto

-/-

Autores de uma das maiores surpresas nacionais e internacionais do black metal na forma de “Unsettling Whispers”, lançado há pouco menos de duas semanas, os Gaerea realizaram a cerimónia inicial de lançamento do seu álbum de estreia no Metalpoint (Porto). A Ultraje foi convidada para fazer a reportagem da primeira data e, como apoiante sem reservas do que se passa no movimento português, marcou presença numa noite abafada e com previsão de chuva – de enxofre e lava, portanto.

Juntamente com o ataque sonoro ainda por vir, o calor dentro do Metalpoint ajudou a infernizar o ambiente que os Beastanger sobrecarregaram dando início à celebração com o seu black metal conservador. Ainda que formados em 2009, nesta data notou-se ainda falta de rodagem, talvez devido à falta de um disco que os leve a percorrer a estrada, talvez pelas interrupções relativamente constantes e que os forçaram a nem sempre estarem presentes no panorama. Ainda assim, tiveram o seu momento notável com “In The Eye Of The Crow”. Deram um concerto algo tímido com alguns problemas de som e necessitamos de vê-los com mais rodagem em cima para termos uma melhor opinião formada do seu trabalho.

De seguida foi a vez de os Redemptus invocarem demónios com o seu doom metal com pinceladas de sludge ou aquilo que lhe quiserem chamar. Possuem uma maturidade indiscutível, bem como a capacidade de criarem temas interessantes e com grandes doses de ritmos muito pesados, o que os levou a embarcarem numa recente tour europeia de sucesso. Pela altura que a banda começou a tocar, a massa humana já estava mais composta na sala. Por um lado, é louvável, demonstra interesse da parte do público; por outro, fez subir a temperatura num ambiente já sufocante. Os Redemptus decidiram apostar numa mistura de temas curtos / rápidos e mais lentos / compridos, caso de “A Grim Reminder” e “Peered Into Everyone’s Thoughts” respectivamente, mas também em passagens mais experimentais/ambientais como “Unravelling the Garden of All Forking Paths”. No geral foi uma actuação bastante positiva apadrinhada por uma qualidade de som acima da média.

Chegados os Gaerea, o Metalpoint já estava no ponto de rebuçado: apinhado, com um ambiente impossível de respirar e com um odor forte a suor para onde quer que nos virássemos. Se o inferno existir, é a isto que ele cheira e é a Gaerea que ele soa. A banda tocou “Unsettling Whispers” na íntegra, adicionando ainda “Void Of Numbness” a um set entorpecedor. Não são de estranhar os burburinhos e os sussurros inquietantes que se ouvem de todos os pontos do globo em relação ao trabalho de estreia da nova sensação nacional do black metal. De facto, “Unsettling Whispers” é a lufada progressiva de ar fresco que o movimento necessita de tempos a tempos para não se autoconsumir, sempre sem descurar a sensação doentia que apenas as melhores bandas de black metal conseguem providenciar. Ao vivo, o quinteto reproduz quase fielmente aquilo que consegue em estúdio, sem tempo para conversa ou outras futilidades que quebrem o clima da cerimónia. Dispuseram de uma qualidade de som robusta, ainda que longe de perfeita, mas o essencial estava lá. Em termos visuais, a banda bebe da eterna e cada vez mais estereotipada fonte dos Portal, mas não só apresenta um som muito próprio, como consegue atingir a dose de teatralidade certa, sem entrar em exageros e sem pecar por defeito. Em término, os Gaerea reproduziram ao vivo um álbum que tem tudo o que é necessário para se juntar à linha da frente do black metal de elite mundial. Agora que corram todas as estradas que puderem em direcção a portais mais amplos que encerrem terrores ainda mais inomináveis.

-/-

Texto e fotos: João Correia

Features

Nuno Bettencourt, Tom Morello e Scott Ian tocam tema de Game Of Thrones

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Consagrada como uma das séries mais populares de sempre, Game Of Thrones, que terminou na última madrugada, teve a capacidade de exultar nos seus fiéis seguidores todas as emoções desde o seu início com o genérico criado por Ramin Djawadi.

No clip abaixo, Djawadi é acompanhado por Dan Weiss (criador da série), Tom Morello (Rage Against The Machine), Scott Ian (Anthrax), Nuno Bettencourt (Extreme) e Brad Paisley numa jam session com as novas guitarras Fender em que tocam precisamente o tema principal de Game Of Thrones com muito free-style solista pelo meio.

Continuar a ler

Features

Sabaton History Channel, ep. 15: o Barão Vermelho

Diogo Ferreira

Publicado há

-

No novo episódio do Sabaton History Channel, Joakim Brodén e Indy Neidell escolhem falar do tema “The Red Baron” que pertence ao próximo álbum “The Great War”, a ser lançado a 19 de Julho pela Nuclear Blast.

O Barão Vermelho é um do ícones heróicos da I Guerra Mundial que, simultaneamente, engloba a mecanização e a romantização da guerra moderna com as suas habilidades e heroísmo. Manfred von Richthofen é o nome verdadeiro do piloto que é, então, recordado em mais um episódio do Sabaton History Channel.

Mais episódios AQUI.

Continuar a ler

Features

Jinjer ao vivo no Resurrection 2018 (c/ vídeo)

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Foto: Veronika Gusieva

Abaixo podes assistir à prestação dos Jinjer no Resurrection de 2018. Recentemente disponibilizado pelo próprio festival, este vídeo servirá para aguçar a vontade que os fãs desta banda têm para os ver no Vagos Metal Fest deste ano. Nos quase 40 minutos de concerto, os Jinjer executaram temas como “Words Of Wisdom”, “I Speak Astronomy”, “Pisces” ou “Captain Clock”.

O EP “Micro”, lançado em Janeiro de 2019 pela Napalm Records, é o registo mais recente dos ucranianos que, como referido, actuarão no Vagos Metal Fest, evento que se realiza entre 8 e 11 de Agosto. Stratovarius, Six Feet Under, Satyricon, Candlemass, Death Angel, Watain e Alestorm são alguns dos nomes do cartaz.

Continuar a ler

Facebook

#UltrajeRadar

Ultraje #21