Debunker “The Invisible Disorder” [Nota: 7.5/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Debunker “The Invisible Disorder” [Nota: 7.5/10]

uploadEditora: Edição de Autor
Data de lançamento: 19 Dezembro 2015
Género: incorporative thrash metal

“Os Debunker praticam claramente um thrash metal que nada tem ver com modas e/ou clichés dos dias de hoje ou não fosse o mesmo feito por gente crescida.”

“Social-cognitive activity / Searching the connections of reality”, é assim que começa o trabalho de estreia dos portuenses Debunker. Este refrão ficará dias a fio a ruminar na nossa cabeça e isso é bom sinal. Há muito que não ouvia um chorus assim, pena não o repetirem mais no tema. Mas comecemos por fora.
O primeiro impacto de “The Invisible Disorder” é o artwork, cortesia do mestre do traço André Coelho, numa peça de arte verdadeiramente impressionante. Uma capa colorida, com motivos vários, bom prenúncio para este EP de 20 minutos, constituído por cinco malhas, diversidade de tempos, boa dinâmica de riffs, não caindo na previsibilidade. A primeira impressão que nos vem à cabeça ao carregar no play e ouvindo os primeiros segundos do tema-título, é Exodus e Steve Souza, época “Fabulous Disaster”. Este áudio-transporte no tempo também se deve muito à produção/som cru das guitarras, tão características desse mítico álbum de um dos Big Five do thrash norte-americano. A banda de Gary Holt desempenha uma grande influência nos Debunker mas o quinteto não se resume ao som da Bay Area, obviamente. Também há Slayer, com o prato “ride” a marcar, riffs, cavalgadas e solos com marca Kerry King/Jeff Hanneman, influências legítimas e bem aplicadas. A voz de Paulo Rodrigues, por vezes atinge um ponto de rouquidão que até lhe dá uma certa característica mas aqui reside uma das minhas observações. A voz poderia deixar a música respirar um pouco mais. Inversamente, o mesmo se dá com um vocalista/guitarrista ou vocalista/baixista, podendo este “esquecer” a voz ou reduzi-la ao básico.

“Blindsided” fecha esta estreia com mais um bom refrão. Os Debunker praticam claramente um thrash metal (Incorporative Thrash Metal) que nada tem ver com modas e/ou clichés dos dias de hoje ou não fosse o mesmo feito por gente crescida. Bom começo.

7.5/10
Topo