Tengger Cavalry “Cian Bi” [Nota: 7/10] – Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Tengger Cavalry “Cian Bi” [Nota: 7/10]

K800_769_TENGGER_CAVALARY_RGBEditora: Napalm Records
Data de lançamento: 23 Fevereiro 2018
Género: folk metal

Os Tengger Cavalry foram uma das últimas coisas verdadeiramente boas a acontecerem ao metal. Estranhamente, ou talvez não, chegam a uma editora grande quando revelam já alguns sinais de esgotamento da explosão de originalidade que os seus primeiros discos continham. Não que a mistura de música folk da Mongólia e metal (predominantemente death metal melódico) tenha deficit de brilho neste seu décimo terceiro álbum de originais. É só porque, para quem segue a carreira do grupo chinês actualmente radicado em Nova Iorque, “Cian Bi” acrescenta muito pouco, com a desvantagem de algumas das 15 faixas aparecerem com um pouco menos de coesão, na mistura dos dois mundos musicais, em relação àquilo a que os Tengger Cavalry nos habituaram.

Não se julge, no entanto, que os neo-nómadas das estepes da Ásia central fizeram um disco mediano ou amansaram de alguma forma o seu lado “selvagem”. Temas como “Chasing My Horse” continuam a preconizar o melhor que o folk metal oriental e o throat singing têm para dar e existem mesmo algumas melodias ao longo do disco que, juntamente com a qualidade de produção, revelam o crescimento da banda. No entanto, é inexplicável como é que uma canção como “Just Forgive”, que tem tudo para ser Tengger-Cavalry-de-rádio, termina com um fade out quando mal teve tempo de desenvolver a ideia musical. As ténues influências electrónicas deixam também um pequeno amargo de boca nos fãs mais antigos do grupo, pouco habituados a “modernices” destas. Pouco na criação, carreira e vida pessoal do multi-instrumentista e vocalista Nature Ganganbaigal, que lidera espiritualmente este projecto, segue uma lógica clara ou tem justificação plausível e “Cian Bi” volta a reflectir isso mesmo. É um disco indomável, capaz dos momentos mais brilhantes e dos anti-clímaxes mais arrepiantes (no mau sentido). No entanto, se servir de entrada para uma quantidade apreciável de fãs nas fantásticas estepes folk/metal dos Tengger Cavalry, viveremos bem com ele.

7/10
Topo