#ChooseUltraje

Features

The Shrine: O revivalismo dos anos 70 em Alvalade

Raquel Nunes Silva

Publicado há

-

O RCA Club recebeu os Californianos The Shrine na passada noite de 7 de Julho. Muitas eram as propostas para sair de casa, já que arrancava mais uma edição do festival Nós Alive e o Hard Club recebia os Gojira. Mas quem se deslocou a Alvalade não se pode ter queixado da falta de rock. O aquecimento ficou a cargo dos portugueses Asimov e Low Torque.

Às 21 horas, e ainda com muito espaço por ocupar na sala, os Asimov deram início à noite com “She’s Heading West”, tocando sempre com a mesma envolvência do início ao fim, apresentando uma sonoridade pesada com muita distorção concentrada numa pujante performance de 30 minutos. Finalizaram com a densa “Don’t Leave Me Demon”, do álbum “Truth”, lançado este ano.

upload

Seguiram-se os Low Torque, que mal podiam esperar para arrancar com “Storm Hag” ainda o relógio não marcava as 22 horas. A sala do RCA Club estava mais composta, embora ainda aquém daquilo que o rock merece. A trabalhar num novo álbum, a banda conta agora com João Arroja na segunda guitarra, o que veio dar mais espaço a André Teixeira para se dedicar aos solos, com destaque para os pormenores no tema “Sasquatch”. Foi notória a harmonia da banda, bem como a musicalidade que todos projetam em palco. Temas como “Karmageddon” ou “Stingy Jack” puxaram pelo lado mais stoner do público.

upload

Uma hora depois sobe ao palco o trio californiano The Shrine para apresentar o seu mais recente trabalho “Rare Breed”. A abrir com “Space Steppin” e “Tripping Corpse”, desde logo deixaram uma mensagem de agradecimento às pessoas presentes. Imaginem o peso dos Black Sabbath, misturado com o punk rock dos Black Flag e amplificadores Marshall com a agressividade e frontalidade dos Motörhead; Assim seguiram os The Shrine tocando “Rare Breed” com destaque para os vocais agudos do guitarrista Josh Landau ao mesmo tempo que balançava de forma psicadélica (e até mesmo cómica) a sua Gibson Black Beauty; Fizeram ainda parte do alinhamento temas como “Dusted And Busted”, “Louise” e “Nothing Forever” a puxar muito pelo público. A banda fez uma pausa curta e voltaram do backstage para um encore com On the Grind”, “The Vulture”, terminando com “Primitive Blast”.

Não tocaram para uma multidão, mas conquistaram os rockeiros ali presentes. Voltem! Que nós prometemos ser mais!

upload

Fotografia de Mónica Amaral

Features

Nuno Bettencourt, Tom Morello e Scott Ian tocam tema de Game Of Thrones

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Consagrada como uma das séries mais populares de sempre, Game Of Thrones, que terminou na última madrugada, teve a capacidade de exultar nos seus fiéis seguidores todas as emoções desde o seu início com o genérico criado por Ramin Djawadi.

No clip abaixo, Djawadi é acompanhado por Dan Weiss (criador da série), Tom Morello (Rage Against The Machine), Scott Ian (Anthrax), Nuno Bettencourt (Extreme) e Brad Paisley numa jam session com as novas guitarras Fender em que tocam precisamente o tema principal de Game Of Thrones com muito free-style solista pelo meio.

Continuar a ler

Features

Sabaton History Channel, ep. 15: o Barão Vermelho

Diogo Ferreira

Publicado há

-

No novo episódio do Sabaton History Channel, Joakim Brodén e Indy Neidell escolhem falar do tema “The Red Baron” que pertence ao próximo álbum “The Great War”, a ser lançado a 19 de Julho pela Nuclear Blast.

O Barão Vermelho é um do ícones heróicos da I Guerra Mundial que, simultaneamente, engloba a mecanização e a romantização da guerra moderna com as suas habilidades e heroísmo. Manfred von Richthofen é o nome verdadeiro do piloto que é, então, recordado em mais um episódio do Sabaton History Channel.

Mais episódios AQUI.

Continuar a ler

Features

Jinjer ao vivo no Resurrection 2018 (c/ vídeo)

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Foto: Veronika Gusieva

Abaixo podes assistir à prestação dos Jinjer no Resurrection de 2018. Recentemente disponibilizado pelo próprio festival, este vídeo servirá para aguçar a vontade que os fãs desta banda têm para os ver no Vagos Metal Fest deste ano. Nos quase 40 minutos de concerto, os Jinjer executaram temas como “Words Of Wisdom”, “I Speak Astronomy”, “Pisces” ou “Captain Clock”.

O EP “Micro”, lançado em Janeiro de 2019 pela Napalm Records, é o registo mais recente dos ucranianos que, como referido, actuarão no Vagos Metal Fest, evento que se realiza entre 8 e 11 de Agosto. Stratovarius, Six Feet Under, Satyricon, Candlemass, Death Angel, Watain e Alestorm são alguns dos nomes do cartaz.

Continuar a ler

Facebook

#UltrajeRadar

Ultraje #21