#ChooseUltraje

Features

The Sloths “Back From The Grave”: de volta a 1965 só que em 2018

Diogo Ferreira

Publicado há

-

rsz_sloths_sf_portrait_300dpi

Em 1965, cinco rapazes entre os 15 e os 17 anos subiram ao palco do Pandora’s Box, na Sunset Strip de Hollywood, e assim todos ficaram a conhecer os The Sloths. Eram a típica banda de rock n’ roll composta por alunos do liceu e por desistentes do ensino que se juntavam nas garagens para tocar temas de bandas britânicas, como The Rolling Stones ou The Who, assim como hits do blues norte-americano. No mesmo ano lançavam o single “Makin’ Love / You Mean Everything To Me” e ainda partilharam salas míticas (The Hullabaloo, The Galaxy ou The Whiskey) com bandas icónicas como The Doors, Pink Floyd e The Animals. No Verão de 1966 separaram-se, mas na História ficou esse 7” que chegou a atingir um preço de 6550 dólares no eBay.

Quase 55 anos depois, a banda volta a estar nos radares com “Back From The Grave”, um lançamento com 12 faixas que nos fazem inequivocamente voltar aos anos 1960. Hoje, em pleno Séc. XXI, até podemos ouvir The Sloths e achar que não é nada de novo, que já ouvimos isto milhentas vezes e que não acrescenta nada a nada. Pois bem, temos mesmo de definir um mindset e tentar envolver-nos naquela década de convulsão social e musical – afinal, foi por essa altura que, por exemplo, o rock psicadélico se tornou num estilo de música acarinhado pelos inconformados que perseguiam um modo de vida diferente e muitíssimo menos conservador; quer fosses punk ou hippie, o sistema vigente era o inimigo. Com esta edição especial em vinil estamos habilitados a ouvir um rock n’ roll com um toque de twist (“Lust”) ou uma brisa de surf (“Everybody’s Tryin’ 2 B Somebody”), imaginar um Johnny Cash acompanhado por uma guitarra eléctrica e sempre com as ruas rimas humoradas (“No Way Out”) ou ainda algo mais negro mas bem catchy (“Haunted”).

E como velhos são os trapos, os The Sloths vão embarcar numa digressão europeia a decorrer durante o Outono/Inverno de 2018 para promover este “Back From The Grave”. Para fãs de The Rolling Stones, Iggy Pop & the Stooges, Alice Cooper e David Bowie.

Features

Vagos Metal Fest: Resumo da conferência de imprensa

Diogo Ferreira

Publicado há

-

A poucas horas de ter início mais uma edição do Vagos Metal Fest, foi realizada uma conferência de imprensa onde Luís Salgado, responsável pela organização, partilhou algumas informações dignas de nota junto dos presentes. Agora com mais opções de lazer e com a existência de dois palcos, o promotor fala em mais volume de trabalho, apontando como aspecto positivo o facto de não haver paragens nas actuações. Foi também comentada a consciência ecológica não só por parte da organização mas também dos festivaleiros, que têm no VMF um festival transgeracional que acolhe pessoas de todas as faixas etárias.

Luís Salgado, que conta ter em 2018 o ano com mais sucesso do festival, avançou que o dia 10 – que recebe nomes como Cradle Of Filth, Moonspell e Ratos de Porão – está próximo de esgotar, com o dia seguinte – onde sobem ao palco bandas como Kamelot ou Enslaved – a estar igualmente próximo disso.

O Vagos Metal Fest decorre entre os dias 9 e 12 de Agosto. Hoje sobem ao palco nomes como Orphaned Land, Dust Bolt e Analepsy.

Continuar a ler

Features

Milhões de Festa: Os 3 nomes que não vais querer perder!

Joel Costa

Publicado há

-

Depois de dez edições, o Milhões de Festa afasta-se do período tradicional dos festivais de Verão portugueses e escolhe o mês de Setembro para reinventar-se. A Ultraje destaca três nomes do cartaz da edição de 2018 que não vais querer perder:

1. ELECTRIC WIZARD

Estabelecidos em 1993, os doomsters britânicos Electric Wizard têm em “Wizard Bloody Wizard” o seu mais recente trabalho de estúdio. Apontados pelos fãs como os sucessores óbvios dos Black Sabbath, os Electric Wizard passaram por diferentes encarnações ao longo da sua carreira, com esta nova proposta a marcar uma nova era do colectivo.

2. CIRCLE

A veia experimental dos finlandeses Circle exigiu que se tornassem senhores de uma enorme discografia. Explorando sonoridades que vão do jazz ao metal, passando pelos ambientes mais psicadélicos, os Circle mostram desde logo que são capazes de derrubar qualquer barreira que encontrem pelo seu caminho. São mais de 50 os discos editados, justificando o selo de banda de culto que trazem consigo.

3. SCÚRU FITCHÁDU

(Fotografia: António Marinho)

«Scúru Fitchádu representa outra África, eu sou outra África.» Foi assim que o produtor Sette Sujidade descreveu o seu projecto à Ultraje, aquando da passagem da banda pela cidade de Aveiro. Os Scúru Fitchádu levam até ao Milhões a sua mistura de funaná cabo-verdiano, punk, metal e noise.

Os passes gerais do festival (que decorre em Barcelos entre os dias 6 e 9 de Setembro) têm um preço de €60 euros, enquanto que os bilhetes diários saem a €20. O primeiro dia será de acesso livre. Mais informações em www.milhoesdefesta.com

Continuar a ler

Features

Ultraje #17 já disponível!

Joel Costa

Publicado há

-

O número 17 da Ultraje, correspondente aos meses de Agosto e Setembro de 2018, está disponível gratuitamente nos formatos físico e digital!

EDIÇÃO EM PAPEL

Recebe o número 17 e as próximas cinco edições da Ultraje na tua morada através da subscrição do Six-Pack: https://shop.ultraje.pt/ultraje-six-pack

O Six-Pack tem um custo de € 10,00 que corresponde ao valor dos portes de envio de seis edições da Ultraje.

Em alternativa podes levantar este número da Ultraje gratuitamente nos seguintes pontos:

LISBOA | Glamorama Rockshop | Clockwork Store | Unkind | Carbono Amadora | Hail Rock Club
PORTO | Bunker Store | Piranha | Red Ram Tattoo Co (Felgueiras)
AVEIRO | Vagos Metal Fest | Lovecraft Beershop | Ultraje (Ovar)
VILA REAL | Blind & Lost Studios
OUTROS | Rastilho Records | Mosher Clothing

EDIÇÃO DIGITAL

Ler/Download [27 MB]: http://ultraje.pt/digital/ultraje17.pdf
Ler no Issuu: https://issuu.com/ultrajept/docs/ultraje17_issuu

Nas próximas páginas encontrarás algumas das novidades musicais que marcam este Verão, como o novo álbum dos Sinsaenum. Este supergrupo, que tem nas suas fileiras músicos como Joey Jordison (Slipknot) e Frédéric Leclercq (DragonForce), tem em “Repulsion for Humanity” uma nova fornada de um death metal que combina o melhor do estilo old-school com o que de mais notável se tem feito em tempos recentes.

Na estrada a promover “Firepower”, os britânicos Judas Priest estiveram em Portugal juntamente com o lendário Ozzy Osbourne, mas foi em Madrid (Espanha) que nos sentámos com o baixista e fundador Ian Hill para dissecar o disco editado em Março e que deixa a banda comandada por Rob Halford mais perto da marca dos 20 lançamentos.

Numa edição em que ‘estatuto’ é a palavra de ordem, a instituição de black metal que é Immortal está de volta aos discos com “Northern Chaos Gods”, o primeiro desde 2009 e o primeiro também sem Abbath na voz. Demonaz resume os problemas que marcaram a banda nos últimos anos e fala-nos do processo desta nova proposta do agora duo norueguês.

Isto e muito mais para descobrir na edição de Agosto/Setembro da Ultraje. Estaremos de volta em Outubro com mais novidades!

Continuar a ler

Facebook

#UltrajeRadar

Ultraje #17