Wyrmwoods “Earth Made Flesh” [Nota: 7/10] – Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Wyrmwoods “Earth Made Flesh” [Nota: 7/10]

689567Editora: Inverse Records
Data de lançamento: 15 Janeiro 2018
Género: black metal atmosférico / avant-garde metal

Lembram-se de The Angelic Process? Pois bem, o mais próximo disso que encontrámos nos últimos tempos foi Wyrmwoods, projecto a solo do finlandês Nuurag-Vaarn que começa 2018 com o álbum de estreia “Earth Made Flesh”. Não é uma cópia de The Angelic Process – longe disso –, mas é algo que podemos relacionar devido às suas paredes de som espessas; no entanto, esse é também o lado negativo deste disco, porque os temas perdem alguma da sua definição precisamente nesses momentos de agressividade desmedida. Até se pode considerar que é um exercício de noise/ambient, mas percebe-se que não quando, por exemplo, surge a faixa “Saturnalia”, essa, sim, uma composição de ruído intencional; tudo o resto é, claro, uma opção do artista, mas não ajuda em nada ao prazer de se ouvir este disco. Todavia, este trabalho ganha vida própria quando Nuurag-Vaarn inclui segmentos estranhos ao black metal atmosférico que passam por movimentações de jazz e psicadelismo com saxofones e escaletas à cabeça, sem esquecer uma clara influência em Pink Floyd na faixa “Primordial Waters / The Well of Urth”.

Este é daqueles álbuns que podem não entrar à primeira mas que merecem uma segunda oportunidade, e é aí que tudo fará mais sentido. Se não formos desistentes, então este disco crescerá em nós e “The Greater Festival of Masks” será, a título de exemplo, uma das faixas que não descolará da nossa memória durante algum tempo.

7/10
Topo