Galactic Empire “Episode II” [Nota: 8/10] – Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

Galactic Empire “Episode II” [Nota: 8/10]

Editora: Rise Records
Data de lançamento: 04 Maio 2018
Género: progressive metal

Desde a primeira vez que surgiu no grande ecrã, em 1983, que a saga Star Wars tem arrastado consigo milhões de seguidores e a quantidade de tributos, sátiras, alusões e tudo mais que têm sido gerados à sua volta compõe uma lista quase interminável. Ame-se ou odeie-se, a verdade é que ninguém passa ao lado desta que é uma das maiores sagas cinematográficas de sempre. Assim, acaba por não ser nenhuma surpresa quando o mundo do metal apresenta a sua homenagem. Vestidos a rigor, com Dath Vader, um Guarda Imperial e Kylo Ren nas guitarras, um Storm Trooper no baixo e o Boba Fett na bateria, os Galactic Empire apresentam-nos versões dos temas da banda-sonora dos filmes numa sonoridade mais de acordo com o mundo da música pesada.

O respeito pelos temas originais é total, sem atalhos nem alterações ao mais mínimo detalhe da versão original. No entanto, como é óbvio, a sonoridade final que apresentam é puro heavy-metal. Para conseguir recriar toda a complexidade das orquestrações dos temas originais são usadas três guitarras e o resultado não poderia ser mais interessante. A combinação das melodias originais com o peso do metal, recriadas por um fenomenal trabalho de guitarra, conferem a este álbum uma alma própria apesar de estarmos perante versões e não originas. Algo que considerei sempre interessante: as bandas-sonoras pecaram sempre por, como estão presas à acção do filme, oscilarem em concordância com o mesmo e se tornarem, por norma, algo enfadonhas. No entanto, este variar das músicas acaba por ser coincidente com a estrutura de muitos temas de metal, nomeadamente quando estamos perante bandas que navegam os mares das sonoridades progressivas, como é o caso, conjugando-se as duas vertentes, da banda-sonora orquestrada e a do metal progressivo, para um efeito que nos leva mais além. Há aqui um enriquecimento do tema original numa perspectiva associada ao metal que faz com que se torne muito mais interessante a audição destas versões do que as da banda-sonora original.

Apesar de estarmos perante um álbum de versões, a verdade é que o esforço para as personalizar sem descaracterizar é bem patente, sendo bem visível que o resultado final resultou de um grande trabalho sustentado em dedicação e gosto pelos temas originais.

 

 

8/10
Topo