#ChooseUltraje

Features

Misfits: as teorias à volta de “We Are 138”

Diogo Ferreira

Publicado há

-

 

Põe a música a tocar enquanto lês este post.
A par de “Angelfuck” e “In The Doorway”, “We Are 138” é a minha música favorita dos Misfits daquela fase 1977-1983 e, como muitas outras, originou covers – nomeadamente uma muito boa dos gregos Dodsferd. “We Are 138” é a música mais enigmática dos Misfits e, consequentemente, põe os fãs em modo berserk nos fóruns que residem num mundo infinito chamado Internet. Ir ao Google e pesquisar por ‘we are 138 meaning’ é como abrir a Caixa de Pandora… Escolhemos as melhores teorias – apreciem.

Uma das hipóteses mais difundidas passa pela ideia de que “We Are 138” tem a ver com o filme “THX 1138”, de George Lucas, e, em 1996, Jerry Only deu uma entrevista a Chris Schneberger onde se fala precisamente disso:
«Chris: Qual é o verdadeiro significado por detrás de ‘138’?
Jerry: ‘138’ é tipo as pessoas serem tratadas como andróides e tens um número em vez de um nome, portanto é como se o número humano fosse 138.
Chris: Isso estava num filme? O primeiro filme de George Lucas? “THX 1138”?
Jerry: Isso mesmo. É retirado daí.»

Mas o antigo guitarrista Bobby Steele distorce a ideia de Jerry Only duma forma mais pessoal e nostálgica: «Isto deve ser a maior piada do Glenn [Danzig] para com os fãs. Ele disse-me que [a ideia] vem do livro “I, Robot” e que havia uma personagem chamada ‘138’. Costumávamos usar crachás com a imagem de um robô com ‘138’ na testa. Pergunto-me se o Jerry [Only] tem um, ou se se lembra disso. Eu tenho o livro, mas não há tal personagem. Apenas mostra o brilhantismo ocasional do gajo [Glenn Danzig].»

No entanto, o próprio Glenn Danzig viria a falar por si próprio e ao seu estilo: «Não foram eles que escreveram a música e não sabem sobre que c*ralho se trata. É sobre violência.» Curto e grosso. Estaria Glenn Danzig a falar a sério ou estaria só ressabiado com tudo o que se passava à volta da reunião dos Misfits? Estaria a tentar esconder um segredo que se mantinha há anos ou a tentar tirar o crédito aos ex-colegas?

Para além das teorias à volta de filmes sci-fi e b-movies, há outras ainda mais rebuscadas como, por exemplo, 138 ser o código de homicídios da polícia de Nova Jérsia, a soma das suas idades quando compuseram a música (o que matematicamente se provou impossível) ou mesmo ser uma música de cariz sexual (138=2×69).

Mas deixámos o melhor para o fim…

138

Recorda o artigo “Misfits: relembrar a História de quem se vai reunir” AQUI.

Features

Nuno Bettencourt, Tom Morello e Scott Ian tocam tema de Game Of Thrones

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Consagrada como uma das séries mais populares de sempre, Game Of Thrones, que terminou na última madrugada, teve a capacidade de exultar nos seus fiéis seguidores todas as emoções desde o seu início com o genérico criado por Ramin Djawadi.

No clip abaixo, Djawadi é acompanhado por Dan Weiss (criador da série), Tom Morello (Rage Against The Machine), Scott Ian (Anthrax), Nuno Bettencourt (Extreme) e Brad Paisley numa jam session com as novas guitarras Fender em que tocam precisamente o tema principal de Game Of Thrones com muito free-style solista pelo meio.

Continuar a ler

Features

Sabaton History Channel, ep. 15: o Barão Vermelho

Diogo Ferreira

Publicado há

-

No novo episódio do Sabaton History Channel, Joakim Brodén e Indy Neidell escolhem falar do tema “The Red Baron” que pertence ao próximo álbum “The Great War”, a ser lançado a 19 de Julho pela Nuclear Blast.

O Barão Vermelho é um do ícones heróicos da I Guerra Mundial que, simultaneamente, engloba a mecanização e a romantização da guerra moderna com as suas habilidades e heroísmo. Manfred von Richthofen é o nome verdadeiro do piloto que é, então, recordado em mais um episódio do Sabaton History Channel.

Mais episódios AQUI.

Continuar a ler

Features

Jinjer ao vivo no Resurrection 2018 (c/ vídeo)

Diogo Ferreira

Publicado há

-

Foto: Veronika Gusieva

Abaixo podes assistir à prestação dos Jinjer no Resurrection de 2018. Recentemente disponibilizado pelo próprio festival, este vídeo servirá para aguçar a vontade que os fãs desta banda têm para os ver no Vagos Metal Fest deste ano. Nos quase 40 minutos de concerto, os Jinjer executaram temas como “Words Of Wisdom”, “I Speak Astronomy”, “Pisces” ou “Captain Clock”.

O EP “Micro”, lançado em Janeiro de 2019 pela Napalm Records, é o registo mais recente dos ucranianos que, como referido, actuarão no Vagos Metal Fest, evento que se realiza entre 8 e 11 de Agosto. Stratovarius, Six Feet Under, Satyricon, Candlemass, Death Angel, Watain e Alestorm são alguns dos nomes do cartaz.

Continuar a ler

Facebook

#UltrajeRadar

Ultraje #21