White Boy and the Average Rat Band “White Boy and the Average Rat Band” [Nota: 7/10] | Ultraje – Metal & Rock Online
Reviews

White Boy and the Average Rat Band “White Boy and the Average Rat Band” [Nota: 7/10]

rsz_white_boy_and_the_average_rat_band_reissue_cover_1400x1400Editora: Heaven and Hell Records
Data de lançamento: 2017
Género: heavy metal / rock n’ roll

Para falarmos dos White Boy and the Average Rat Band temos de recuar 37 anos e por lá ficar. Foi em 1980 que lançaram o primeiro e único álbum com título homónimo, mas apesar disso a banda não ficou completamente esquecida nos arquivos infinitos da História – ao que parece o grupo norte-americano é até alvo de culto como é exemplo a cópia negociada no eBay por cerca de 466€. Com este descalabro de preços e com a insurreição da pirataria através de bootlegs, o mentor Mike Matney decidiu dar uma nova reedição ao álbum da sua vida.

Na década de 1970 já se fazia heavy metal tradicional como o conhecemos, mas ainda havia os que preferiam não ser tão ortodoxos em relação ao novo género e continuavam assim a beber do rock n’ roll, do classic rock, do twist e, claro, do blues. White Boy and the Average Rat Band é um desses casos com o seu rock n’ roll empestado de jovens maneirismos heavy metal com riffs electrizantes e bateria frenética. Mas também há disso no rock, dirão – pois há, mas todos sabemos que no metal é sempre tudo diferenciado do resto, é único. Depois é só afiar facas (que é como quem diz sacar solos estridentes e velozes), esquecer um bocado as mulheres (até porque não há por aqui grandes lances sedutores à la hard/glam rock) e gingar a anca com muito blues – e isto tudo podia ser graficamente vivido se houvesse uma máquina do tempo, mas não há… Ou melhor, até há: a música é uma bela máquina do tempo, basta alargar a imaginação que um riff ou um verso fazem o resto. No mesmo ano saía o primeiro álbum de Iron Maiden – duas bandas, dois destinos.

7/10
Topo